Temas

Slider

Teste Menu 1

Cerca de 93 milhões de pessoas na América Latina e no Caribe - incluindo 1,6 milhão de mulheres férteis - podem ser infectadas pelo vírus zika até o fim da atual epidemia, dentro de dois ou três anos, de acordo com uma nova projeção feita por um grupo de cientistas americanos e britânicos. 

O estudo, liderado por Alex Perkins, da Universidade Notre Dame (Estados Unidos), em parceria com cientistas da Universidade de Southampton, foi publicado na segunda-feira, 25, na revista científica Nature Microbiology. 

Segundo Perkins, esses números representam o pior cenário possível. "Por um simples fator aleatório, e porque alguns lugares são relativamente isolados e esparsamente povoados, o vírus não vai chegar a todos os cantos do continente", disse.

A estimativa foi feita a partir da soma de milhares de projeções localizadas sobre o número de pessoas que podem ser infectadas em quadrantes de cinco por cinco quilômetros em todo o continente. Como o vírus não deve chegar a todos os pontos da região, o total de 1,65 milhão de mulheres é o limite máximo para infecção nesta primeira onda de zika.

Com base nas atuais taxas de problemas congênitos em mulheres infectadas, a pesquisa sugere que dezenas de milhares de gestações poderão ser afetadas. De acordo com os autores do artigo, no dia 30 de junho, já haviam sido registrados 1.674 casos confirmados de microcefalia associada à zika em cinco países, incluindo o Brasil. 

"É difícil prever com precisão quantas mulheres férteis podem estar submetidas ao risco de infecção por zika, porque uma grande proporção dos casos não apresenta sintomas. Isso invalida os métodos que se baseiam apenas em dados sobre os casos e gera um imenso desafio para os cientistas que tentam entender essa doença", disse o geógrafo Andrew Tatem, da Universidade de Southampton. 
JP
-
Infecção causada por vírus ataca o fígado e causa inflamação.
Sintomas
Apenas 25 a 30 por cento dos infectados apresentam, na fase aguda, sintomas de doença que pode manifestar-se por queixas inespecíficas como letargia, mal-estar geral, febre, problemas de concentração; queixas gastrintestinais como perda de apetite, náusea, intolerância ao álcool, dores na zona do fígado ou o sintoma mais específico que é a icterícia. Muitas vezes, os sintomas não são claros, podendo-se assemelhar aos de uma gripe. O portador crônico do vírus pode mesmo não ter qualquer sintoma, sentir-se saudável e, no entanto, estar a desenvolver uma cirrose ou um cancro hepático.

Transmissão
O vírus da hepatite C transmite-se, principalmente, por via sanguínea, bastando uma pequena quantidade de sangue contaminado para transmiti-lo, se este entrar na corrente sanguínea de alguém através de um corte ou uma ferida, ou na partilha de seringas. A transmissão por via sexual é pouco frequente e o vírus não se propaga no convívio social ou na partilha de objetos. Apesar de o vírus já ter sido detectado na saliva, é pouco provável a transmissão através do beijo, a menos que existam feridas na boca.
O risco de uma mãe infectar o filho durante a gravidez é de cerca de 6%. A maior parte dos médicos considera a amamentação segura, já que, em teoria, o vírus só poderia ser transmitido se se juntassem duas situações: a existência de feridas nos mamilos da mãe e de cortes na boca da criança.
Por vezes, são detectados anticorpos nos filhos de mães portadoras, o que não significa que a criança esteja contaminada. Normalmente, os anticorpos acabam por desaparecer ao fim de 12 ou 18 meses, pelo que só depois desse período devem ser feitos testes para perceber se o bebé foi, de fato, infectado.

Prevenção
Na ausência de uma vacina contra a hepatite C, o melhor é optar pela prevenção, evitando, acima de tudo, o contato com sangue contaminado. Alguns dos cuidados passam por não partilhar escovas de dentes, lâminas, tesouras ou outros objetos de uso pessoal, nem seringas e outros instrumentos usados na preparação e consumo de drogas injetáveis e inaláveis, desinfetar as feridas que possam ocorrer e cobri-las. Devem ser sempre usados preservativos nas relações sexuais.
-
João Doria recebeu o apoio de Geraldo Alckmin em convenção do PSDB
Confirmado oficialmente como candidato dos tucanos à Prefeitura de São Paulo, o empresário João Doria fez discurso pregando a unidade interna do partido. Doria procurou colar sua candidatura ao governador Geraldo Alckmin, seu padrinho político Mas fez um movimento todo especial na direção do clã Covas, liderança tradicional do PSDB.
Além de ter como candidato a vice-prefeito o deputado federal Bruno Covas, neto de Mário Covas, Doria fez seguidas referências elogiosas ao vereador Mário Covas Neto, o Zuzinha, filho de Mário Covas.
Apesar disso, a candidatura de Doria é contestada por importantes figuras políticas do PSDB, como o ex-governador de São Paulo Alberto Goldman, por exemplo. A crise política interna aberta depois da escolha de Doria provocou a saída do partido do vereador Andrea Matarazzo, que migrou para o PSD.
Durante seu discurso, Doria disse que o partido já estava unido e mandou mensagens conciliatória até para os políticos que contestam sua candidatura.
Alckmin
Num dos discursos mais duros que já fez contra o PT, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou que "os treze anos do lulopetismo levaram o País a ser saqueado, literalmente".
Alckmin fez a crítica durante a convenção do PSDB que homologou a candidatura do empresário João Doria à Prefeitura de São Paulo.
Alckmin lembrou que existem hoje "12 milhões de desempregados" no Brasil. "É um período difícil. Se busca, agora, virar a pagina e reconstruí-la. Há um afastamento, um verdadeiro fosso entre o povo, a sociedade, a vida pública, a política. Tudo isso meio que está afastando as pessoas da política", disse, em referência aos efeitos provocados pelo período de hegemonia do PT no País.
JP
-
Fernando Haddad esteve ao lado de Lula para homologar sua campanha para a prefeitura de SP
Com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o PT oficializou neste domingo, 24, a candidatura do prefeito Fernando Haddad à reeleição na convenção do diretório municipal do partido, em São Paulo. O candidato a vice-prefeito será Gabriel Chalita (PDT), ex-secretário municipal de educação.
Estavam presentes na Quadra do Sindicato dos Bancários, no Centro de São Paulo, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, o presidente nacional da CUT, Wagner Freitas, e os presidentes dos partidos que compõem a coligação Mais São Paulo: PCdoB, PDT, PR e PROS.
Para o ex-presidente Lula, esta será a eleição municipal mais difícil que o PT já disputou em São Paulo. "O Haddad cometeu o pecado de não fazer propaganda das coisas que ele fez. A gente tem que fazer propaganda, sim. Se a gente não comunica ao povo nossos feitos, as pessoas não ficam sabendo das coisas extraordinárias que nós fazemos", disse. Lula também demonstrou preocupação com o pouco espaço que Haddad terá na TV. "Temos poucos minutos. Vamos lutar nos debates".
Ao lado de Rui Falcão, Paulo Fiorilo, líder do PT na Câmara Municipal, aproveitou para atacar os adversários de Haddad: "Tem candidato por aí que mudou de sigla porque queria integrar um partido ético, mas se aliou ao partido [do deputado afastado e ex-presidente da Câmara dos Deputados] Eduardo Cunha".
Fiorilo também cutucou o empresário João Doria, que sugeriu privatizar as ciclofaixas caso seja eleito.
JP
-
Carro bateu na roda de caminhão (Foto: Manoel Moreno / I7)
Três pessoas ficaram feridas em um acidente entre um carro e um caminhão canavieiro na Rodovia José Gagliardi (SP-284), entre Paraguaçu Paulista e Quatá (SP), na manhã deste sábado (23).
Segundo a Polícia Rodoviária, um carro tentou fazer uma ultrapassagem no quilômetro 488, mas não conseguiu e bateu na roda do caminhão. De acordo com o Corpo de Bombeiros, os três passageiros do carro, entre eles um adolescente de 13 anos e uma criança de 7 anos tiveram ferimentos leves. O motorista do caminhão não se feriu.
Carro tentava ultrapassagem quando bateu em caminhão (Foto: Manoel Moreno / I7)

Fonte: G1
-
No dia seguinte ao depoimento em que o casal João Santana e Mônica Moura admitiu que dinheiro desviado dos cofres da Petrobras pagou dívidas de campanha de Dilma Rousseff, a presidente afastada afirmou que “nunca autorizou o pagamento de caixa dois a ninguém”. Mas não negou o repasse de propina: “Se houve pagamento, não foi com o meu conhecimento”, prosseguiu a petista nas redes sociais. 

 Em depoimento ao juiz federal Sergio Moro na quinta-feira, o marqueteiro e sua mulher e sócia confessaram que, ao serem presos em fevereiro pela Polícia Federal, mentiram no inquérito. Ao juiz federal Sergio Moro, o casal esclareceu que 4,5 milhões de dólares recebidos por meio do doleiro e operador de propinas Zwi Skornicki era dinheiro da campanha eleitoral de Dilma Rousseff, em 2010.

 Segundo Mônica, os valores recebidos por meio do operador eram relativos a “dívidas da campanha presidencial de 2010 (Dilma) e Zwi lhe foi indicado pelo então tesoureiro do PT, João Vaccari Neto”. Ela negou, contudo, que soubesse que o dinheiro tinha origem em propinas do esquema Petrobras. Afirmou que está disposta a colaborar com a Justiça, mas só o fará com “acordo assinado”.
-
A empreiteira Engevix pagou R$ 2,5 milhões ao escritório de advocacia de Erenice Guerra, ex-ministra da Casa Civil no governo Luiz Inácio Lula da Silva e ex-secretária executiva da então ministra Dilma Rousseff. A informação consta de laudo da Polícia Federal sobre movimentações financeiras da empresa investigada na Operação Lava Jato por envolvimento no esquema de cartel e corrupção na Petrobras. Os pagamentos foram feitos, em 2013, quando Erenice já não era mais ministra.

O documento mapeou os principais órgãos do poder público e empresas estatais que assinaram contratos com a empreiteira, entre os anos de 2008 e 2013, com repasses da construtora para políticos e partidos e os contratos com consultorias e prestadores de serviços nesse período, no qual há o registro da empresa de Erenice. O laudo é assinado pelo perito Ricardo Andres Reveco Hurtado. 

Segundo o relatório, é preciso cruzar os pagamentos ao escritório de Erenice com outros dados da investigação. O sócio da empreiteira José Antunes Sobrinho já havia informado, em delação premiada revelada pela revista Época, ter contratado a equipe da política.

Os serviços foram requisitados após o Tribunal de Contas da União (TCU) recomendar que a Eletronorte executasse, em 2013, uma garantia de R$ 10 milhões da Engevix por obras na Usina de Tucuruí, no Pará. No fim daquele ano, a corte de contas reverteu a decisão em beneficio da empreiteira.

Em nota, o escritório Guerra&Advogados Associados informou que, sobre "um suposto pagamento da empresa Engevix, tem a esclarecer que toda e qualquer relação comercial foi estabelecida legalmente, por meio de contrato, com todas as comprovações de serviços prestados" à empreiteira.

Citações

Não é a primeira vez que o nome da ex-chefe da casa Civil aparece na Lava Jato. A braço direito de Dilma já fora apontada em delações de executivos da Andrade Gutierrez como uma das responsáveis por acertar propina de 1% nas obras da Usina de Belo Monte, no Pará, que teria sido dividida entre PT e PMDB. O leilão da usina durou sete minutos e foi vencido com deságio de 6,02% e sobre um preço inicial de R$ 83 por MWh no dia 20 de abril de 2010.

Erenice ficou no comando da pasta de abril a setembro de 2010, quando deixou o cargo em meio a denúncias de que fazia lobby para empresas no ministério. Antes de assumir a função na gestão Lula, ela havia sido secretária executiva. Chegou ao posto, em 2005, quando Dilma trocou o Ministério de Minas e Energia pela Casa Civil em substituição a José Dirceu.

Os executivos da Engevix negociam um acordo de delação premiada e colaboram com as investigações.
-
A poucos dias da abertura dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, pesquisa do instituto Datafolha mostra que 50% dos brasileiros são contrários à realização da Rio 2016.
Se comparada a pesquisa realizada em 2013, esta - realizada entre os dias 14 e 15 de julho - teve a taxa de reprovação dobrada. Em junho de 2013, 25% dos brasileiros eram contra os Jogos.
Em 2013, 64% eram favoráveis aos Jogos Olímpicos, o número baixou para 40%. 9% dos entrevistados disseram ser indiferentes à realização da competição, enquanto 2% não responderam.
O Datafolha apontou ainda que 63% da população crê que a Rio 2016 trará mais prejuízos que benefícios; em 2013 eram 38%.
O Rio de Janeiro é a cidade que possui a avaliação menos negativa. 47% dos cariocas creem que os Jogos trarão mais prejuízo que benefícios.
O Datafolha realizou 2.792 entrevistas, em 171 municípios brasileiros, com pessoas acima dos 16 anos.
No quesito segurança, 57% dos brasileiros afirmam que representará mais vergonha do que admiração, enquanto 32% citaram o contrário.
Quanto ao interesse na competição, há três anos, 35% se disseram muito interessados, hoje este índice caiu para 16%. Aqueles que afirmaram não ter nenhum interesse no evento passou de 28% para51%.. Já os que se consideram pouco interessados diminuiu de 37% para 33%.
- -
Bombeiros fazem o resgate no local e muitas pessoas acompanham (Foto: Diego Pereira/ Mais Tupã)
Mais duas pessoas morreram após acidente entre dois veículos em Quintana (SP) neste sábado (16) depois de terem sido socorridas. Uma vítima já havia morrido no local do acidente, nos trevos de acesso a cidade na Comandante João Ribeiro de Barros.
De acordo com informações da Polícia Rodoviária, um carro, com placas de Bauru, e uma caminhonete, com placas de Andradina, colidiram na via. Chovia no momento da batida e o motorista da caminhonete, que seguia no sentido Pompeia-Herculândia, aquaplanou, rodou na via  e invadiu a pista contrária, batendo lateralmente no outro veículo.
Na caminhonete havia quatro pessoas da mesma família, o casal e dois filhos. A mulher ficou presa às ferragens e morreu no local. Já o marido e o filho foram socorridos com ferimentos graves e a filha com escoriações aparentemente leves. Todos foram encaminhadas para Santa Casa de Pompeia e de acordo com a Polícia Rodoviária, o rapaz, de 19 anos, foi encaminhado para hospital em Tupã.
No outro veículo estava um casal. O homem chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu antes de ser hospitalizado. Já a mulher chegou a ser internada, mas morreu no final desta tarde. A perícia da Polícia Civil esteve no local e causa dos acidente serão investigadas.
-